Profissão Entretenimento

Conheça essas Incríveis Histórias em Quadrinhos LGBTQ+

As histórias em quadrinhos estão cada vez mais presentes na vida das pessoas e seu público e produtores ficaram muito mais abrangentes e diversos. Consequentemente, estão surgindo mais e mais HQ´s com histórias e personagens para todo tipo de público!

Os projetos criados e com temáticas feministas e LGBTQ+ estão no centro dessa mudança e vêm para contar, de um jeito bastante acessível e atrativo ao público, histórias que não eram mostradas antes.

Hoje vamos conhecer aqui alguns projetos de histórias em quadrinhos com a temática LGBTQ+ que estão fazendo sucesso.

Histórias Quentinhas Sobre Sair do Armário

Um projeto conjunto entre as ilustradoras Annima de Mattos, Aline Lemos, Ellie Irineu e Renata Nolasco, Histórias Quentinhas Sobre Sair do Armário é uma coletânea de quatro histórias sobre identidade, descobrimento e aceitação, com o objetivo de mostrar finais felizes para histórias de pessoas LGBTQ+ , incentivar esse público a correr atrás de seus próprios finais felizes e que vale a pena viver sendo quem você realmente é.

Este projeto foi realizado graças a um financiamento coletivo e lançado durante a Poc Con. Na sua página do Catarse você pode saber mais sobre ele.

Gays & Videogames

Gays & Videogames é uma fanzine que retrata pequenas histórias de casais que também tem um amor em comum por jogos. Ilustrada pelo artista Bruno Freire, o projeto surgiu de uma série de ilustrações que ele postava em suas redes sociais e que tiveram uma resposta muito positiva, então viraram essa série.

Diversas das ilustrações são baseadas na vivência de Bruno com seu marido, já que ambos também são apaixonados por videogames.

Você pode saber mais sobre Gays & Videogames nessa entrevista para o UOL Start e acompanhar Bruno em seu Instagram.

Pequenas Felicidades Trans

Essa publicação também é fruto de uma campanha de financiamento coletivo e se trata de uma pequena autobiografia da autora, Alice Pereira, ilustradora e escritora, que também é uma mulher trans.

Apesar dos avanços que tivemos nos últimos anos com relação à população transgênero, essas pessoas ainda são uma minoria numérica e representativa muito marginalizada, Alice entra com este projeto para mostrar sua própria história, que condiz a de diversas outras pessoas, de ponto de vista de alguém que viveu todo o processo de transição de gênero.

Você pode conhecer o trabalho de Alice em seu Instagram.

Leona Pop

Leona Pop é uma HQ sobre uma Drag Queen e o mundo em que essas artistas vivem, com suas competições, superação e aceitação.

Escrita por Leo Himura e desenhada por Dani Bolinho, essa publicação é uma parte de um projeto em andamento, IndieVisivel Press – Ano 2, que acabou de ser financiado por uma campanha no Catarse.

Você pode saber mais sobre Leona Pop e o projeto completo AQUI!

Amor é Amor

Em 2016, todo o mundo se voltou para o atentado à boate Pulse, em Orlando, nos Estados Unidos, a boate tinha um público majoritariamente LGBTQ+ e o atentado foi motivado pelo ódio a essa comunidade.

Em uma resposta a esse acontecimento, o roteirista Marc Andryko, da DC Comics, e mobilizou cerca de 250 escritores e artistas que trabalham com histórias em quadrinhos para dar vida ao projeto Amor é Amor (“Love is Love”).

O quadrinho é um tributo aos 50 mortos no atentado de Orlando, representando também em tantos outros que acontecem ao redor do mundo, e trás diversas personagens dos quadrinhos e da ficção, além de outras personagens representando pessoas comuns, em defesa da população LGBT, entre eles, Superman, Mulher Maravilha, Harry Potter, Batman, Arlequina, entre outros.

Amor é Amor foi publicado nos Estados Unidos pela DC Comics, que tomou a frente do projeto, e pela Geektopia aqui no Brasil.

Saiba mais sobre a HQ na reportagem completa em Estadão.

Justin

Justin é um quadrinho que conta a história de um menino trans, uma publicação da autora Anne-Charlotte Gauthier.

A personagem principal, Justin, conta sobre sua relação com sua família, colegas da escola, amigos dos pais e familiares, e suas dificuldades diárias em conviver com as pessoas ao seu redor.

Você pode conhecer mais do trabalho de Anne-Charlotte em seu Instagram.

Muriel – Laerte Coutinho 

Laerte Coutinho é uma das maiores cartunistas brasileiras e começou a trabalhar com desenho em 1970 e em 2010 se assumiu publicamente como uma mulher trans.

Desde então, uma das suas personagens mais icônicas, Hugo, começa a passar pelo mesmo processo da cartunista e se torna Muriel. São diversas tirinhas de Hugo e Muriel que criticam, ironizam, mas também mostram essa realidade de uma maneira bastante humorada e inteligente.

Você pode acompanhar mais dos episódios de Muriel, assim como outras tirinhas, no Instagram de Laerte.

O estudante da pós-graduação em Letras da UFPB, Emanuel da Nóbrega Filho, fez sua teses sobre as tirinhas da Muriel, que você pode acessar aqui: Histórias das multiplicidades travestis em Muriel total, de Laerte Coutinho: categorias discursivas da estética de si por um desvir transgênero.

Ciranda da Solidão e Bendita Cura

Ciranda da Solidão é uma coletânea de histórias diversas sobre pessoas homossexuais, um adolescente que entra na puberdade e começa a se entender, um casal que passa por uma crise no relacionamento, um senhor que recordar um amor antigo…

Mario Cesar é o idealizador e desenhista do projeto, também é autor da webcomic Bendita Cura, vencedora do prêmio HQMIX de melhor webcomic deste ano!

Bendita Cura é a história de Aécio do Nascimento, uma personagem que, desde muito pequeno, se mostrou uma criança fora dos padrões de gênero e que, por isso, recebe uma pressão enorme de sua família para crescer como um menino normal.

O segundo volume do quadrinho está com um projeto aberto no catarse para se tornar uma história em quadrinhos impressa! Você pode saber mais sobre o projeto e apoiá-lo lá no Catarse.

Acompanhe o trabalho do Mario em seu Instagram também.

Achei todas lindas e maravilhosas! Mas onde posso conhecer mais delas?

Boa parte dessas HQ’s que falamos aqui se tornaram realidade graças a campanhas de financiamento coletivo no Catarse, que é uma plataforma onde você pode conhecer e apoiar projetos de artes (de outras áreas também) e, além disso, quase todas foram lançadas durante a Poc Con.

Esse evento aconteceu pela primeira vez este ano, 2019, em São Paulo, e se trata de uma feira de quadrinhos, conteúdo geek e artes gráficas voltado para o público LGBTQ+ e que seus expositores também faziam parte deste público.

Mario Cesar (autor de Bendita Cura) e Rafael Bastos Reis foram os idealizadores do evento, que tem como objetivo dar o destaque para a produção e artistas LGBT e já tem grandes expectativas para mais edições nos próximos anos!

Top