The Art Of

Milicent Patrick, a Bela que criou a Fera

Se existe algo pela qual a Universal Studios é conhecida é pelos filmes de horror. O primeiro filme do gênero a chamar a atenção para o estúdio foi O Fantasma da Ópera (1925) e em alguns anos a Universal criou produções que se tornariam os mais icônicos filmes de monstro de todos os tempos: Drácula (1931), Frankenstein (1931), A Noiva de Frankenstein (1935), O Lobisomem (1941), todos estes deixaram suas marcas na história do cinema. A Universal cultivou a sua tradição dos filmes de horror por décadas e em 1954 eles introduziram ao mundo outra criatura que seria inesquecível, o Gill Man (Homem com Brânquias), de O Monstro da Lagoa Negra (Creature from the Black Lagoon).

A Vingança da Criatura, 1955, Universal-International. Gill Man (Ricou Browning) no aquário do Ocean Harbor Park, Florida.

O Gill Man é facilmente reconhecido, da mesma forma que Frankenstein ou Drácula. Mesmo que você nunca tenha visto o filme, você provavelmente já viu a criatura em algum lugar disseminado na cultura pop. O Monstro da Lagoa Negra é um dos mais famosos exemplos de filmes Sci-Fi/Horror da década de 50, e o poster do filme é considerado uma obra-prima por muitos designers. A pergunta que fica é: quem criou o design dessa criatura inesquecível? Os créditos do filme dizem que foi Bud Westmore (da famosa Família Westmore) o homem por trás do monstro, mas uma mulher chamada Milicent Patrick (algumas vezes grafado como Millicent Patrick) desempenhou um papel importante no processo de criação do monstro também.


Milicent Patrick com a máscara do Gill Man, 1953, fotos publicitárias usadas para promover o filme 3D de O Monstro da Lagoa Negra – Universal-International, 1954.

Milicent Patrick foi uma artista de muitos talentos. Nascida em 1915 ou 1930 (as fontes variam), Milicent era filha de Camille Charles “CC” Rossi, um arquiteto e engenheiro que supervisionou a construção do Castelo de William Randolph Hearst em San Simeon, Califórnia. Consequentemente, ela passou sua juventude em San Simeon e na América do Sul, acompanhando o pai em suas diversas tarefas de construção. Por possuir dotes musicais, ela chegou a querer se tornar uma pianista de concertos, mas em vez disso,  depois de se formar no ensino médio aos 14 anos, estudou artes através de uma bolsa de estudos do Instituto Chouinard na Califórnia, e posteriormente foi contratada pela Disney para trabalhar em filmes de animação no final da década de 40. Algumas fontes ainda afirmam que Milicent foi a primeira animadora mulher a ser contratada pela Disney. Posteriormente ela se tornou atriz, e adquiriu um currículo razoavelmente longo de papéis de filmes não creditados como em Travessuras de Casados (We’re Not Married! – 1952), Luzes da Ribalta (Limelight – 1952) e Abbott e Costello Enfrentando o Capitão Kidd (Abbott and Costello Meet Captain Kidd – 1952).

Milicent nunca perdeu a sua paixão pelo desenho e ilustração, então decidiu começar a explorar os seus talentos como ilustradora em uma área diferente da indústria cinematográfica se tornando uma ilustradora de maquiagem, trabalhando com Bud Westmore na Universal Studios. David Schow é citado em um artigo de 2011 da Tor.com dizendo que o trabalho de Milicent era basicamente juntar todas as ideias acordadas por muitas pessoas do departamento de maquiagem e transformá-las em um design coerente, que fizesse sentido.

Antes de trabalhar em O Monstro da Lagoa Negra, Milicent já tinha se envolvido também no creature design de A Ameaça Veio do Espaço (It Came from Outer Space – 1953), Abbott e Costello Enfrentando o Médico e o Monstro (Abbott and Costello Meet Dr. Jekyll and Mr. Hyde – 1953). Mas qual foi exatamente o seu envolvimento com o design do Gill Man é um pouco confuso. Muitas referências dizem que Milicent foi realmente a pessoa responsável por criar o monstro e Bud Westmore roubou seus créditos, o acima citado artigo da Tor.com revela que a verdade é um pouco mais complicada do que isso. Robert Skotak, artista de efeitos especiais notável e fã de filmes Sci-Fi, disse à Tor que o design do Gill Man na realidade nasceu de colaborações de vários membros do departamento de maquiagem da Universal, no qual Milicent desempenhava um papel importante.


Quando um dos cabeças da Universal percebeu que eles tinham uma mulher linda e talentosa trabalhando no departamento de maquiagem, eles tiveram a ideia de enviar Milicent em uma turnê publicitária para promover o lançamento de O Monstro da Lagoa Negra, vendendo-a como “A Bela que Criou a Fera.” Você não precisa ter um diploma em marketing para entender o apelo nessa ideia. É um ótimo gancho; o tipo de coisa que a imprensa estava obrigada a amar. Bud Westmore, entretanto, não concordou com a ideia.

O Monstro da Lagoa Negra (1954 ) – Creature Design por Milicent Patrick

Enquanto faltava clareza sobre quais foram exatamente as contribuições de Milicent para o Gill Man, uma coisa era certa, nem de longe Bud estava feliz com a tour publicitária organizada pelo estúdio e ativamente tentou negar quaisquer créditos à Milicent. Como cabeça do departamento de maquiagem da Universal e um grande fã de que a mídia falasse seu nome, ele naturalmente não gostava nada da ideia de que outra pessoa de sua equipe estava lá fora roubando a sua atenção. Bud agiu como era de praxe aos artistas que trabalhavam em estúdios importantes naquela época – emitiu uma série de memorandos furiosos, culminando com Bud Westmore dizendo que jamais voltaria a trabalhar com Milicent Patrick.

Enquanto isso, Milicent manteve a classe durante a turnê publicitária; ela mesma nunca tentou roubar os créditos pelo design do Gill Man, pelo contrário, ela sempre deu créditos ao Bud Westmore sempre que teve oportunidade. Entretanto, isso não foi o suficiente para satisfazer Bud e ele manteve a sua promessa de não trabalhar mais com ela. Quando Milicent terminou seu trabalho em Guerra entre Planetas (This Island Earth – 1955), este foi o fim de sua carreira no departamento de maquiagem da Universal. Ela continuou aparecendo em filmes e na televisão, geralmente em papéis para os quais ela não recebia os devidos créditos, até 1968 em The Pink Jungle. Como seguiu sua vida depois disso, é um quase um mistério.

Segundo o site IMDB, é creditado à Milicent:
O Design de Criatura do mutante de Guerra Entre Planetas
O Design de Criatura do Gill Man de O Monstro da Lagoa Nergra
O Design da Máscara do monstro de Abbott e Costello Enfrentando o Médico e o Monstro
O Design de Criatura do xenomorfo de Veio do Espaço

Veja abaixo algumas fotos dessas criaturas nas quais a Milicent trabalhou

Artigo Livremente traduzido do The Hollywood Revue
Fontes Complementares: Universal Monsters Universe e Tor.com
IMDB: Milicent Patrick

Top