Matérias Especiais

Os curtas mais assustadores para assistir agora!

Os curtas de terror mais assustadores para assistir agora!

Não assista sozinho!

Desde Fantastic Fest a Fantasia International Film Festival, curtas de terror podem se dar bem nos circuitos dos festivais. Mas geralmente é na cena pós-festival — quando os curtas viralizam na internet — que os cineastas de horror conseguem seu prestígio de verdade. Abaixo, traduzimos a lista que a No Film School fez com vários curtas aterrorizantes.

Lights Out
Em menos de três minutos, este filme desconcertante trabalha com uma premissa simples — o medo do escuro — e consegue evocar o horror com maestria. Você tem certeza que não está imaginando coisas? (Conheça também outros filmes do diretor David F. Sandberg, como Not So Fast).

 

The Maiden

A mansão está amaldiçoada por espíritos demoníacos neste curta emocionante, apresentando uma excelente cinematografia. O curta foi dirigido por Michael Chaves.

The 3:07 AM Project

Programado para o lançamento de Invocação do Mal, o canal VICE uniu quatro dos melhores diretores independentes de horror para criar histórias de 1 minuto. Inspirado pelo tema “3:07 AM”, esta coleção de curtas apresenta diferentes visões do gênero: found footage, um pesadelo que se torna real, jump-scare, e a sinistra investigação de um naufrágio. A direção ficou por conta de Nacho Vigalondo, Max Landis, Ti West, Jason Eisener

Guilt

Com quase meia-hora de duração, este é de longe o maior curta da lista mas é também um dos melhores, independentemente do gênero. Filmado nas pitorescas ilhas Faroe, este filme assustador tem uma cinematografia deslumbrante lavada em tons de cinza-roxo. Embora se aproprie de muitos clássicos do terror — é como se O Iluminado se misturasse com O Coração Delator com uns toques de O Badadook — o final é completamente original e inesperado. Dirigido por Heidrik Heygum.

Intruders

Aqui o destaque vai para a cinematografia, já que o curta é altamente atmosférico mas raso em termos de narrativa. Vale a pena assistir mais pelas imagens assustadoras. Dirigido por Santiago Menghini.

Bedfellows

Alguma vez você já acordou no meio da noite pensando se a pessoa com quem você dormiu ainda estava lá? Com apenas dois minutos, este curta vai te fazer nunca mais querer pensar nessa pergunta de novo. Dirigido por Drew Daywalt.

Mama

Quando Guillermo del Toro viu este curta, ele disse: “Foi uma das ceninhas mais assustadoras que eu já vi”. De fato, ele achou tão assustadora que encomendou uma versão longa-metragem ao diretor. Dirigido por Andres Muschietti.

The Smiling Man #1

Este curta perturbador é sobre uma menininha que é aterrorizada por um pesadelo, foi escrito por um conhecido artista de VFX como um exercício de construção de tensão. Dirigido por AJ Briones.

The Smiling Man #2

Porque nada é mais assustador do que alguém que sorri sem explicação, esta é mais uma variação do tema. Dirigido pelo Michael Evans.

Alexia

Um cara recebe pelo facebook uma mensagem da ex-namorada, que cometeu suicídio depois de ele ter terminado com ela. O que acontece depois versa sobre ps nossos maiores medos do século XXI. Dirigido por Andrés Borghi.

Autumn Harvest

O diretor alemão Fredrik S. Hana sempre aparece nos festivais do gênero como o Fantastic Fest, normalmente com seus curtas perturbadores mas estranhamente belos. A filmagem de Autumn Harvest foi feita em tons poéticos de preto e branco e conta a enigmática história de um pescador isolado que faz um pacto com o diabo. Dirigido por Fredrik S. Hana.

The Cop Cam

Quando um policial responde a um chamado em uma casa abandonada, ele consegue mais do que esperava. Dirigo por Isaac Rodriguez.

The Captured Bird

Que Guilherme del Toro produziu esta pequena jóia não é surpresa pra ninguém — ele deixou suas marcas por todo o filme. Desde uma criança solitária a criaturas belíssimas renderizadas em CGI, esse curta talvez pudesse ser o presságio de O Labirinto do Fauno. Dirigido por Jovanka Vuckovic.

Waterborne

Como filmes de zumbis não podem deixar de ser, este é mais divertido do que assustador. Contudo, ele possui alguns efeitos práticos bem impressionantes, incluindo um canguru zumbi. (Afinal, por que não?). A direção é de Ryan Coonan.

Tradução: Victor Spadotto

Revisão: Gabriela Ribeiro e Leo Bourscheid

Top