Dicas de Estudo

Photoshop: Influence Map

Como diria o Iron Maiden em sua septuagésima turnê pelo Brasil: “Here we go again!!”

Mais uma dica em nosso proeficiente software (essa foi pra você, Gustavo Ribeiro) Adobe Photoshop!

Na verdade, hoje a dica não é necessariamente sobre o software, por mais que eu vá falar de um recurso. Hoje vamos expandir nossa consciência e fazer um Influence Map ou Mapa de Influência.

Já ouviu falar disso? O que seria um Mapa de Influência? Algo advindo das esferas sócio-político-econômicas ou de alguma ordem Iluminati?! Não, meus jovens. Estamos falando de um mapa de influência ARTÍSTICO.

Conheci esse mapa através do artista fox-orian e sua página no Deviantart.

Ok, mas o que significa esse mapa?

mapa é pra ser um apanhado das suas referências, artistas, estilos, obras, preferidos. Ou seja, a idéia desse mapa é funcionar como uma bússola num momento que você possa estar sem idéias ou meio perdido. Lembrando uma aula do Lucas Parolin que tive o prazer de assistir, “as boas referências devem estar sempre ao nosso redor, pois de certa forma, quase por osmose, vamos absorvendo parte de sua essência”. Bonito né?

E como fazemos um? Simples!

Em um arquivo de imagem, vamos inserindo essa referências dentro. Podemos fazer a diagramação conforme acharmos melhor, mas o mais interessante é atribuir pesos diferentes pra essas referências. Por exemplo, eu gosto muito da obra do Frank Frazzeta, por isso ele ocupa um espaço maior no meu mapa. Já Romero Britto poderia estar num tamanho menor, bem pequenininho no canto da tela (POLÊMICA).

Brincadeira galera, deixei o Romero pra usar numa estampa de almofada. 😀

Mas voltando ao ponto, digo ao mapa. Com isso vamos pontuando e analisando quais são nossas referências e gostos e, quase inconsciente, vamos vendo como isso se aplica em nossa obra.

Vou deixar como exemplo aqui o mapa do artista fox-orian:

Ah, e cadê a dica de Photoshop?

Vamos lá: ao jogarmos as referências num arquivo e começarmos a diagramar, com certeza iremos mudar o tamanho das imagens algumas vezes até chegar no que queremos. Se ficarmos aumentando e diminuindo o tamanho de um layer usando o comando Transform (Ctrl + T), vamos começar a perder resolução do mesmo. Mas tem um cara que pode ajudar: o Smart Object (objeto inteligente).

Smart Object, como o nome já diz, é um layer inteligente que permite várias alterações, com a possibilidade de mudanças posteriores (a chamada edição não destrutiva). Assim podemos diminuir um layer em nosso arquivo e depois voltar ao tamanho original sem perder resolução.

Para transformar em uma camada em Smart Object, basta clicar com o botão direito do mouse na camada e escolher a opção “Converter em objeto inteligente” ou “Convert to Smart Object” se o seu programa estiver em inglês.

Agora você pode modificar seu layer sem medo de estragar a qualidade da imagem!

Vou deixar  um modelo em psd pra quem quiser baixar e fazer o seu próprio mapa: influencemap.psd. Lembrando que o criador do arquivo é o artista fox-orian.

E aí, gostou da idéia?
Faça o seu, poste nas suas redes sociais e cite a gente! (Veja aqui nosso Facebook e Instagram) Será bem legal ver os mapas da galera e suas referências. 🙂

Até!

Top