Profissão Entretenimento

Zelda Skyward Sword a Obra de Arte do Wii

Você pode achar que estou exagerando ao considerar Zelda Skyward Sword uma Obra de Arte, mas segura, porque eu vou explicar os meus pontos. É óbvio que eu sou fã da franquia de Zelda, porém vou me ater a comentar sobre o jogo apenas um jogo de Nintendo Wii e tentar não me empolgar.

Começando pelo visual, o Wii não tem muito poder de processamento e a solução feita pela Nintendo de apostar em um estilo mais cartoon foi a melhor escolha. O tempo economizado no desenvolvimento visual permitiu com que muito tempo fosse investido para planejar a sua jogabilidade e cutscenes. No final das contas, o visual do game acabou assumindo o traço de jogos antigos da Nintendo porém com uma incrível expressividade, trazendo uma certa nostalgia.

O gameplay de Skyward Sword leva em consideração o Wii Remote, Nunchuk e o Motion Plus, um acessório desenvolvido para Nintendo Wii que trouxe uma sensibilidade maior na captura de movimentos do controle e que todos esperavam desde o lançamento do console. Todos estes recursos juntos facilitam a imersão, elevam a dificuldade do game, mas também ajudam o jogo a ser muito bem construído. Como na maior parte dos jogos de RPG, muitos inimigos (Minions) vão aparecer em seu caminho, porém a batalha é muito mais complexa do que apertar o botão várias vezes seguidas, pois seus inimigos têm uma certa inteligência de combate, podendo prever de que lado o seu golpe viria, assim fazendo com que todos encontros que você tem no jogo sejam uma real batalha. Além da espada, que você controla usando o Wii Remote, o escudo é muito intuitivo de usar com auxílio do nunchuk. Defender-se de golpes e o sistema de equilíbrio e de voo com o motion fica muito mais imersivo, emocionante e preciso.

Não é apenas nos controles que Zelda Skyward Sword ganha em jogabilidade, toda a construção dos níveis e itens dos jogos foi muito bem planejada e mesclada. As dungeons, que são famosas em RPGs, são muito bem construídas, puzzles, batalhas e dificuldade. Além das dungeons, a Nintendo conseguiu fazer com que todo o cenário do jogo fosse uma grande aventura, facilitando o acesso em todas as áreas e toda vez que um item novo é adicionado à coleção você consegue explorar muito mais a fundo as paisagens por onde sempre passou, fazendo com que o jogador observe o cenário e preste atenção a cada detalhe do jogo, mas isso não é simplesmente porque o jogo é graficamente lindo, na verdade é um treino, pois muitos puzzles em Zelda, são de raciocínio lógico e observação.

Agora, saindo da analise crítica, EU AMO MUITO ESSE JOGO! E queria muito que os novos consoles trouxessem de volta esse tipo de experiencia motora!

Top